Tributação previdenciária pode aumentar a folha de pagamento | Cebrasse




NOTÍCIAS



Tributação previdenciária pode aumentar a folha de pagamento

FEBRAC

19 de Outubro de 2010 

A próxima parcela mensal da contribuição social, cujo o prazo de vencimento é em 20 de outubro, pode representar um aumento significativo na folha de pagamento de algumas empresas. É o que afirma a advogada tributarista da Assis Advocacia, Thayse Tavares.

A contribuição social é um dos tributos cobrados para custear os serviços de assistência e previdência social. O aumento na folha de pagamento deve ocorrer devido a uma Instrução Normativa publicada pela Receita Federal que estabelece normas gerais de tributação previdenciária e de arrecadação das contribuições sociais destinadas à Previdência Social.

“A medida pode trazer alterações de 1% a 3% nas alíquotas do GILL-RAT [antigo Seguro de Acidente de Trabalho] sobre a folha de pagamento” declara.

Análise por atividade

A instrução determina que caso a pessoa jurídica desenvolva mais de uma atividade prevalecerá, para fins de classificação, a atividade preponderante, assim considerada a que representa o objeto social da empresa ou a unidade produto para qual convergem as demais em regime de conexão funcional.

“O ponto crucial da questão é que o GILL-RAT deve ser definido de acordo com as estatísticas de acidentes por CNPJ [Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas], observando-se a atividade preponderante em cada estabelecimento, e não de acordo com a Instrução Normativa”, diz.

Ela acrescenta que a medida generaliza a alíquota das empresas, pois não considera, por exemplo, a área administrativa, cujo índice de acidente é menor do que a operacional.

Em relação ao porte da empresa, a advogada declara que todas podem ser afetadas, já que o aumento considera a atividade da empresa e não o tamanho.

Ação judicial

As empresas que registrarem aumento em sua folha de pagamento devem recorrer judicialmente, pois a medida contraria uma súmula do STJ (Superior Tribunal de Justiça) sobre o grau de risco de acidentes.

“Se for verificado o aumento na alíquota, as empresas têm legitimidade para propositura de ações judiciais, visando o afastamento da exigência, em vista de que, a edição da Instrução Normativa, pela Secretaria da Receita Federal, contraria posicionamento outrora firmado pelo STJ”, finaliza.

 

Matérias anteriores  
   28/01/15 Dilma justifica medidas econômicas e pede empenho a ministros
   28/01/15 Ações da Petrobras chegam a cair mais de 10% após balanço, e afetam Bolsa
   28/01/15 Cálculo desprezado pela Petrobras trazia perda de R$ 88,6 bi com desvios
   28/01/15 Aécio, FHC e Alckmin reagem à articulação pró-Eduardo Cunha
   28/01/15 Governo de SP já planeja rodízio de até cinco dias sem água por semana
   27/01/15 Três em cada quatro trabalhadores está no setor de serviços, segundo Sescon
   26/01/15 Revisão de regras trabalhistas foi planejada antes da eleição
   23/01/15 Receita de serviços cresce menos em novembro, diz IBGE
   23/01/15 Roubos sobem 20,5% em todo ano de 2014 em SP; homicídios caem 3,3%
   22/01/15 Setor de serviços cresce 6,4% em 12 meses até novembro, diz IBGE
   21/01/15 ÂncoraTrabalho de vigia não se confunde com a função de vigilante
   21/01/15 Empresa é condenada em diferenças de adicional de periculosidade com base em novo posicionamento da jurisprudência
   20/01/15 Analistas veem risco iminente de novos apagões
   20/01/15 Após elevar tributos, Dilma veta correção da tabela do IR em 6,5%
   20/01/15 Desemprego aumentará no Brasil até 2016, diz OIT
   20/01/15 Educação pesa, e inflação em SP acelera alta em prévia de janeiro
   20/01/15 Governo sobe IOF sobre crédito, tributos na importação e combustíveis
   20/01/15 Previsões para economia pioram mesmo com nova equipe de Dilma
   06/01/15 Equilíbrio fiscal já começou, diz Levy ao assumir Ministério da Fazenda
   06/01/15 Os ministros do governo Dilma
   06/01/15 Setor de conciliação judicial atrai novos empreendedores
   23/12/14 Valores do trabalho e da livre iniciativa como fundamentos da terceirização
   19/12/14 Taxa de desemprego contraria expectativas e vai a 4,8%, diz IBGE
   19/12/14 Criação de emprego formal cai 88% em novembro
   17/12/14 Alckmin anuncia Alexandre de Moraes na Segurança Pública
   16/12/14 TCU pune empresas que declararam ser pequenas para vencer licitações
   16/12/14 Receita dos serviços cresce 5,2% em outubro
   16/12/14 Emprego formal em SP cresce 0,4% no 3º trimestre, aponta Seade
   16/12/14 Tombini diz que inflação subirá ainda mais no 1º trimestre de 2015
   15/12/14 Carga Tributária no Brasil

VER NOTÍCIAS ANTERIORES


  CEBRASSE © 2015 CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS English Version
Av. Paulista, 726 - 7ºAndar Cj. 710 - - São Paulo - SP - (11) 3251.0669 / 3253.1864 - FAX: 3253.1864
Criação de Sites
YoutubeTwiitterLinkedin Facebook