Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP | Cebrasse




NOTÍCIAS



Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP

Jornal Empresas e Negócios

02 de Agosto de 2010 

 

Sábado, 02 de agosto de 2010

Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP

Presidente do Sindeprestem, Vander Morales.

Representando mais de três mil empresas do setor, o Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Sindeprestem), comemora vitória em ação judicial movida para afastar a aplicação do Fator Acidentário de Prevenção – FAP à alíquota do RAT/SAT

 

Em razão disso, empresas filiadas e associadas que optarem por utilizar a decisão deverão efetuar o recolhimento do RAT/SAT sem a aplicação do índice do FAP, divulgado pelo Ministério da Previdência Social no final do ano passado.

De acordo com Vander Morales, presidente da entidade, a decisão da juíza Tais Vargas Ferracini de Campos Gurgel da 4ª. Vara Federal/SP foi importante porque, além do reenquadramento, a aplicação do FAP aumentava o valor das contribuições - que chegou a mais de 4% sobre a folha de pagamento daquelas empresas. Em sua decisão, a juíza entendeu também que, embora previsto em lei, o FAP teve metodologia de cálculo estabelecida por decretos e resoluções do Conselho Nacional de Previdência Social, contrariando a Constituição Federal e o Código Tributário Nacional.

Em razão disso, empresas filiadas e associadas que optarem por utilizar a decisão deverão efetuar o recolhimento do RAT/SAT sem a aplicação do índice do FAP, divulgado pelo Ministério da Previdência Social no final do ano passado. Segundo Vander, a decisão foi importante porque, além do reenquadramento, a aplicação do FAP aumentava o valor das contribuições.

O FAP, que varia de 0,5% a 2%, foi adotado para reduzir ou aumentar as alíquotas do SAT, com base nos índices de cada contribuinte, podendo ser reduzidas ou aumentarem significativamente. Contudo, as empresas têm um índice de acidentes de trabalho bastante razoável, e não há como controlar os riscos. Em sua decisão, a juíza entendeu também que, embora previsto em lei, o FAP teve metodologia de cálculo estabelecida por decretos e resoluções que contrariam a Constituição e o Código Tributário Nacional.

 

Matérias anteriores  
   28/08/15 ECONOMIA BRASILEIRA ENCOLHEU 1,9% NO 2º TRIMESTRE, APONTA IBGE
   27/08/15 CNI classifica de 'absurdo' projeto de volta da cobrança da CPMF
   25/08/15 Crise na Petrobras e ajuste afetam emprego no Rio, diz secretário
   23/08/15 Ação contra terceirização deve apresentar como ré a empresa beneficiada
   21/08/15 Evento realizado pela Febrac disponibilizará cerca de 8 mil vagas de emprego
   21/08/15 Unificação do PIS e da Cofins pode gerar aumento de tributos
   18/08/15 Governo prepara pacote que inclui crédito para empresa que não demitir
   17/08/15 Tributaristas criticam MP que obriga empresas a declarar planejamento tributário
   12/08/15 Economistas preveem queda de 1,97% do PIB em 2015 e estagnação em 2016
   12/08/15 Comércio tem queda de 2,2% no semestre, o pior resultado em 12 anos
   12/08/15 Dilma ataca ‘vale tudo’ e recorre a militância organizada e a Renan
   12/08/15 Dilma fecha com Renan para isolar Cunha e abraça plano polêmico
   11/08/15 Renan quer reforma do ICMS e regulamentação de terceirização
   08/08/15 Para presidente do Bradesco, crise é grave e solução exige 'grandeza'
   08/08/15 Vácuo de legitimidade
   05/08/15 Terceirização de mão de obra vai reduzir insegurança jurídica, diz Abit
   04/08/15 Terceirização eleva emprego formal no país, diz a LCA Consultores
   04/08/15 Empresários e especialistas debatem a terceirização como estratégia de negócios no Brasil
   04/08/15 Economista e sindicalista divergem sobre efeitos da terceirização
   03/08/15 Instituições de ensino acusam o Planalto de quebrar contratos e dar calote
   03/08/15 Local da prestação do serviço também determina qual vara julgará ação
   01/08/15 Petrobras pede que STF libere terceirização em serviço especializado
   30/07/15 Entenda o que é a inflação, essa velha conhecida que está de volta
   30/07/15 Juros sobem pela 7ª vez seguida e Selic chega a 14,25%, maior nível em 9 anos
   28/07/15 TJ-SP derruba norma sobre quebra de sigilo bancário
   27/07/15 TJ-SP derruba norma sobre quebra de sigilo bancário
   21/07/15 Empresa deve esgotar banco de horas e férias para aderir a plano de emprego
   21/07/15 Dilma supera FHC e atinge pior nível de aprovação em pesquisa CNT/MDA
   20/07/15 Após rompimento de Cunha, governo fala em 'crise institucional gravíssima'
   17/07/15 'Sou oposição ao governo', diz Eduardo Cunha após ser citado por delator

VER NOTÍCIAS ANTERIORES


  CEBRASSE © 2015 CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS English Version
Av. Paulista, 726 - 7ºAndar Cj. 710 - - São Paulo - SP - (11) 3251.0669 / 3253.1864 - FAX: 3253.1864
Criação de Sites
YoutubeTwiitterLinkedin Facebook