Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP | Cebrasse




NOTÍCIAS



Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP

Jornal Empresas e Negócios

02 de Agosto de 2010 

 

Sábado, 02 de agosto de 2010

Empresas já podem recolhe RAT/SAT sem o índice do FAP

Presidente do Sindeprestem, Vander Morales.

Representando mais de três mil empresas do setor, o Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão de Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Sindeprestem), comemora vitória em ação judicial movida para afastar a aplicação do Fator Acidentário de Prevenção – FAP à alíquota do RAT/SAT

 

Em razão disso, empresas filiadas e associadas que optarem por utilizar a decisão deverão efetuar o recolhimento do RAT/SAT sem a aplicação do índice do FAP, divulgado pelo Ministério da Previdência Social no final do ano passado.

De acordo com Vander Morales, presidente da entidade, a decisão da juíza Tais Vargas Ferracini de Campos Gurgel da 4ª. Vara Federal/SP foi importante porque, além do reenquadramento, a aplicação do FAP aumentava o valor das contribuições - que chegou a mais de 4% sobre a folha de pagamento daquelas empresas. Em sua decisão, a juíza entendeu também que, embora previsto em lei, o FAP teve metodologia de cálculo estabelecida por decretos e resoluções do Conselho Nacional de Previdência Social, contrariando a Constituição Federal e o Código Tributário Nacional.

Em razão disso, empresas filiadas e associadas que optarem por utilizar a decisão deverão efetuar o recolhimento do RAT/SAT sem a aplicação do índice do FAP, divulgado pelo Ministério da Previdência Social no final do ano passado. Segundo Vander, a decisão foi importante porque, além do reenquadramento, a aplicação do FAP aumentava o valor das contribuições.

O FAP, que varia de 0,5% a 2%, foi adotado para reduzir ou aumentar as alíquotas do SAT, com base nos índices de cada contribuinte, podendo ser reduzidas ou aumentarem significativamente. Contudo, as empresas têm um índice de acidentes de trabalho bastante razoável, e não há como controlar os riscos. Em sua decisão, a juíza entendeu também que, embora previsto em lei, o FAP teve metodologia de cálculo estabelecida por decretos e resoluções que contrariam a Constituição e o Código Tributário Nacional.

 

Matérias anteriores  
   10/11/16 Supremo adia julgamento sobre constitucionalidade da terceirização
   06/11/16 Críticas de ministro à Justiça do Trabalho viram motivo de ataques por associações
   02/11/16 Desordem transforma o Judiciário brasileiro numa imensa piada fiscal
   01/11/16 Empresários defendem proposta alternativa para terceirização
   31/10/16 Supremo marca para dia 9/11 julgamento sobre terceirização de atividade-fim
   23/10/16 Sete razões para você contratar uma empresa de serviços especializados em limpeza profissional
   23/10/16 Papel da Justiça do Trabalho está em questão nas três esferas do Poder
   21/10/16 Volume de serviços prestados cai 3,9% em agosto, pior desempenho no mês da série histórica
   17/10/16 Número de temporários cai ao menor nível desde 2006
   14/10/16 Terceirização pode ajudar a melhorar ambiente de negócio, diz Meirelles
   28/09/16 Terceirização já é realidade de 13 milhões
   22/09/16 Governo vai deixar reforma trabalhista para o 2º semestre de 2017, diz ministro
   07/09/16 Terceirização deve entrar na pauta do STF
   30/08/16 Governo Temer pretende criar dois novos tipos de contrato de trabalho
   20/07/16 Reforma trabalhista vai prestigiar a negociação coletiva
   14/07/16 Queda no volume de serviços em maio desacelera a 0,1%, mas setor segue com fraqueza
   14/07/16 Queda de 6,1% no setor de serviços é a maior para maio desde 2012
   05/07/16 TV GLOBO- Bom dia Brasil: Empresários reagen à proposta do governo de mudar POIS e Confis
   29/06/16 Como melhorar a solução de conflitos
   19/06/16 Padilha empolga empresários com prioridade para projeto de lei da terceirização
   19/06/16 Ministro defende terceirização do trabalho e é aplaudido por executivos
   16/06/16 Representantes do setor de serviços falam com ministro sobre entraves para o seu desenvolvimento
   10/06/16 Supersimples
   10/06/16 Ciclo vicioso do atraso
   07/06/16 Escola limpa: alunos, pais e professores mais satisfeitos
   05/06/16 Terceirização e relações trabalhistas
   10/05/16 Proposta de Temer para CLT gera críticas entre adversários e simpatizantes
   03/05/16 Como seria um governo Temer?
   29/04/16 SINDEPRESTEM INICIA PELO ABC UM NOVO CICLO DE PALESTRAS REGIONAIS
   26/04/16 Montadoras vão pedir maior flexibilidade trabalhista, diz novo presidente da Anfavea

VER NOTÍCIAS ANTERIORES


  CEBRASSE © 2016 CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS English Version
Av. Paulista, 726 - 7ºAndar Cj. 710 - - São Paulo - SP - (11) 3251.0669 / 3253.1864 - FAX: 3253.1864
Criação de Sites
YoutubeTwiitterLinkedin Facebook