26 de Janeiro de 2011 Lofreta reconduzido á presidência | Cebrasse News | Noticias Cebrasse e Associados | Cebrasse



Noticias Cebrasse e Associados

  

Cebrasse News

No. 1, 26 de janeiro de 2011

Lofreta reconduzido à presidência

Duarte, Avila Junior, Scalise, Calvet, Watanabe, Ciocchi, Guimarães, Diniz, Monteiro, Fortuna, Poli, Rinaldi, Galea e Lima Neto. Sentados: Maricato, Garcia, Lofreta, Amábile e Annemberg

Reconhecimento oficial como central sindical e ações de expansão são prioridades da nova gestão, que tem Amábile Pacios na vice presidência

Em Assembléia Geral realizada na última quinta-feira (20/01) em São Paulo, empresários dirigentes de entidades associadas à Central Brasileira do Setor de Serviços - Cebrasse reconduziram Paulo Lofreta à presidência nacional e recompuseram o novo quadro diretor da entidade para o triênio 2011/2013. A vice presidência passou para Amabile Pácios, presidente do SINEPE-DF e da Cebrasse do Distrito Federal.Clique aqui para ver a nova composição da diretoria.

Percival Maricato abriu o encontro de acordo com as normas estatutárias e destacou a criação do Núcleo Operacional, coordenado por ele e com a participação de Aldo de Avila Junior, Antonio Guimarães, Ermínio Alves de Lima, Fernando Calvet,João Batista Diniz e Ricardo Scalise. Aberto aos que desejarem nele atuar, o grupo apoiará a diretoria Executiva na implementação de medidas deliberadas nas reuniões mensais, apresentando idéias e projetos para fortalecer as conquistas da entidade.

Não tendo havido interesse de associados no encaminhamento de outra chapa, além da que o reconduzia à direção nacional, Paulo Lofreta agradeceu a indicação: " Aceito essa missão para os próximos três anos à frente da Cebrasse, mas afirmo ser necessária a formação de novas lideranças para a continuidade de nosso trabalho a partir de 2014". Ressaltou também o apoio recebido de Ricardo Scalise, que ocupou a vice presidência nos últimos três anos.

Prioridades da nova gestão

O reconhecimento oficial da Cebrasse com entidade sindical patronal do setor de serviços foi destacado por Paulo Lofreta como a principal prioridade da entidade. "Trabalharemos junto ao Legislativo para modificar a lei, se necessário, e procuraremos aproximação com ministro de Trabalho e seu secretário de Relações Sindicais - um trabalho de fundamental importância a ser feito em Brasília".

Outro foco de ação será o incremento das diretorias Regionais e Estaduais (Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo, no Sudeste; Pernambuco, no Nordeste; Brasília, no Distrito Federal; e Paraná, no Sul), por meio, inclusive, da criação de novas unidades em demais estados.

O quadro da diretoria Setorial recém eleita passa a contemplar, além dos segmentos de cada associado, as áreas tributária, trabalhista e sindical. Na opinião de Lofreta, "uma oportunidade para os que os interessados criem grupos de trabalho e tragam sugestões que tornem mais pontuais as nossas ações no campo dos temas propostos".

Destaque ainda para a instituição da Diretoria de Esportes - a cargo de Lucas Duarte, empresário e advogado com especialização nessa atividade, recém associado à central. Lofreta reafirmou que "com a Copa do Mundo e as Olimpíadas, temos que pautar esses eventos nas nossas ações, face ao intenso envolvimento do setor de serviços nos preparativos e na realização desses megaeventos".

   
Amabile Pácios – SINEPE/DF "A educação está extremamente deslocada no setor econômico, sendo classificada, por alguns, como uma atividade de comércio - o que nos recusamos a aceitar.
A Cebrasse reconhece esse nosso problema e sabe que sofremos com a legislação sobre isso, não apenas na questão tributária, mas também quando se referem a nós como ‘empresários que ganham com a educação’.
No SINEPE/DF acreditamos que devemos estar nesse movimento da educação ao encontro do setor de serviços. A Cebrasse é o guarda-chuvas que nos acolhe e entende, e poderá nos ajudar em todas essas questões. Meu sindicato reproduz todas as ações da central empresarial e apóia estarmos aqui. Nesse ano, após o mês de maio, espero trazer para a entidade a Federação Nacional da Educação - que representa dois terços das escolas particulares do País.
Agradeço pela indicação para a vice presidência e afirmo que meu talento, minha inteligência e meu tempo estão à disposição da Cebrasse. Tenho por Paulo Lofreta muita admiração, pessoal e profissional. Desejo a ele muito sucesso e reafirmo que estarei ao seu lado no que precisar".

Ricardo Garcia - FEBRAC "Eleito deputado federal, Laércio Oliveira, um puro sangue comprometido com o setor de serviços, representará nossa atividade de forma ativa. Temos já um projeto em amadurecimento - do qual trataremos em breve, e que visa a ações mais efetivas na defesa de nossos interesses.  
Há no Legislativo muitos projetos que vão contrariamente ao interesse dos empresários da vigilância e da limpeza, por exemplo. Assim, penso que é fundamental termos boa articulação junto ao Congresso Nacional, e precisamos trabalhar nisso com eficiência.
É necessário que unidos trabalhemos também com eficiência para tornar a Cebrasse uma entidade sindical e aumentar nossos recursos, porque sem dinheiro nada se faz. Parabenizo o trabalho que vem sendo apresentado pela gestão de Lofreta, temos recebido matérias de primeira qualidade".

Renato Fortuna Campos – SEAC/MG "Quero também parabenizar a Cebrasse pelo trabalho quem tem feito. Acredito que esse pioneirismo, se todos nós trabalharmos juntos para fortalecimento nos estados, será muito importante para a Cebrasse fortalecer-se nacionalmente e criamos essa entidade sindical. Parabéns a todos pelo trabalho".

Rui Monteiro – SEAC/SP "Ratifico as palavras de Ricardo Garcia sobre o ano de 2010 ter tido realmente um diferencial e quero parabenizar ao Percival Maricato que conseguiu ‘tirar a Cebrasse da casca’. Um trabalho realmente significativo e que tem de continuar nas mãos de quem conseguiu essa melhoria. Parabenizo também ao Paulo na presidência da entidade"

Luiz Carlos Poli – SEAC/PR "Entendo que as medidas para se estender o trabalho da Cebrasse por todos os estados precisam ser concretizadas para o fortalecimento regionalizado da central em todo o Brasil.
É muito importante a participação dos estados, de cada um de nós. Nós, no Paraná, estamos empenhados nesse crescimento da entidade".

João Batista Diniz – SESVESP "Em nome do nosso sindicato, agradeço pelo trabalho da Cebrasse, que nesse ano teve um salto grande no trabalho da equipe com o estímulo de Maricato – pessoa com essa verve apaixonada, adolescente e incendiária na definição das linhas de trabalho da entidade.
Com a licença de meu presidente da Abrevis, aqui presente, coloco-me à disposição da associação para atuar no trabalho de abertura de novas frentes da central.
Por último, reconhecendo a importância das confederações e federações, peço que Ermínio Alves de Lima (Sindeprestem), que tem enorme capacidade e talento para articulações, seja oficialmente o representante da Cebrasse junto à Fecomércio São Paulo, uma vez que eu estou nessa federação pelo Sesvesp".

Luciano Gálea – ABRALIMP "Apóio as colocações de Ricardo Garcia quanto à necessidade de nossa união para o fortalecimento do setor de serviços, com as ações crescendo tanto em Brasília como nos estados.
Olhando em volta, percebemos o peso das entidades que aqui estão reunidas. Vamos conversar, trabalhar juntos num caminho apontado por todos".

Fernando Calvet – Sindeprestem "Quero fortalecer o que todos já disseram sobre o papel do Maricato, especialmente na criação do Núcleo Operacional que tem produzido muitas idéias e estendido para além das reuniões mensais da Cebrasse as discussões de temas relevantes e necessários à entidade.
Convidamos a nos ajudar quem tiver tempo e interesse, que participe das nossas reuniões que têm tido muito conteúdo, idéias novas e coisas boas que, com certeza, terão influência positiva no nosso futuro.
Você, Paulo, faz parte da história da Cebrasse e é muito difícil pensar em outro para substituir você na presidência ".
José Jacobson – Abrevis "Confio nas confederações, mas infelizmente não temos tido delas nenhum retorno, a não ser quando entramos com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade.
Somos um segmento com duas mil empresas e 600 mil vigilantes. E estamos aqui na Cebrasse porque temos tido retornos. A gente sabe que isso aqui é sério e vai para frente. Para confiarmos na federação e na confederação, a gente também tem que ter retorno como empresa de segurança.
Precisamos também cobrar dos poderes públicos, do Congresso Nacional, do sistema “S”, ações que beneficiem o empresariado. Eu não agüento mais pagar impostos, recolher taxas. Nós empresários não podemos ser tratados como bandidos, chega disso. Por isso, confio e vou confiar sempre na Cebrasse.
Digo também que precisamos de uma confederação que tenha uma agenda positiva para o setor, pois temos empresários muito competentes para isso".
Antonio Guimarães – ABERC/SINDERC "A principal coisa a fazer é a nossa central ser oficializada. Isso irá resolver nossos problemas porque as centrais têm força. Resolveremos nossos problemas quando tivermos, por projeto de lei, uma central patronal que esteja acima das confederações que existem, mas infelizmente não são a solução porque foram criadas de forma a não agregar totalmente o nosso setor.
Deve haver similaridade no sistema sindical brasileiro. Se existe central oficializada conseguida pelos laborais, porque não podemos ter uma nossa se nosso sistema é equivalente? Vamos batalhar pela nossa central para termos recursos e absorvermos inclusive o S dos serviços".
Aldo de Avila Junior – SEAC/SP "Fico contente porque ao longo de minha vida sindical, uma das coisas nas quais mais acreditei aconteceu na Cebrasse, no Seac e na Febrac: a profissionalização do setor de serviços, que está se articulando agora politicamente, e que envolve pessoas devidamente preparadas para brigar pelo setor.
Somos presidentes de entidades e empresários, fazemos a parte política. A Cebrasse deu um pulo com a contratação de Percival Maricato como um executivo que está aqui pensando em termos de Cebrasse um pouco mais do que nós, presidentes. Temos necessidade de profissional nosso trabalhando a nosso favor nos gabinetes dos deputados e senadores, buscando, por exemplo, que o sistema S banque ou devolva, talvez a partir de um projeto de lei,  o que nos é devido.
Nada vai dar certo sem a profissionalização do setor e para isso precisamos mesmo é de contribuição, de recursos. Enquanto não formos uma entidade sindical, precisamos buscar recursos para profissionalizar mais o setor".
Ermínio Alves de Lima – Sindeprestem "Temos necessidade de ter legitimamente o que defender, somar forças com outras entidades sem que sejamos subordinados a elas.
Com união e munição, vamos ter um grande projeto para a defesa de todos os nossos segmentos na prestação de serviços, porque somos o setor que mais emprega e é o maior na composição do PIB".

Também presentes os empresários Alexandre Annenberg (ABTA/SETA); Carlos Watanabe (APRAG), Luiz Ciocchi (TGESTIONA); Renato Rinaldi (INFRALINK); Ricardo Scalise (SINEATA), Zauri Candeo (SINDIMOTOR) e Lucas Duarte (OGLI).

URGENTE!!!

APOIO ÀS VÍTIMAS DO MAU TEMPO NO RJ, EM AÇÕES DA FEBRAC E SEACs DO RIO E DE SÃO PAULO

Ricardo Garcia anunciou iniciativa do SEAC RJ, Fecomércio, Associação Comercial e Rotary, com apoio da Febrac, para ajudar as vítimas da tragédia que abalou o Rio de Janeiro. Solicitou da Cebrasse a divulgação dessa ação junto a todos os associados, pedindo sua colaboração.

Destacou que não há necessidade do envio de roupas, mas sim de material de limpeza, higiene pessoal, medicação, colchões, travesseiros e cobertores.

Rui Monteiro declarou que também o SEAC-SP e seus parceiros estão mobilizados para a doação de três mil cestas básicas a serem doadas nos próximos meses aos trabalhadores do setor, vitimados na região.

Informou que o site www.assistenciasindical.com.br acaba de ser criado para que as empresas paulistas associadas possam informar, com prioridade, os nomes de seus funcionários que tenham necessidades de receber imediatamente os alimentos.

Interessados em colaborar com as ações de apoio podem entrar em contato com os dois sindicatos:

SEAC-RJ: (21) 2253.5661

SEAC-SP: (11) 3887.2926

Lúcia Tavares Comunicação
Rua Bacaetava, 65 - 152 - Brooklin
São Paulo, Capital - CEP 04705-010
comunicacao@cebrasse.org.br
(11) 5093.9936

CEBRASSE
Central Brasileira do Setor de Serviços
PABX: (11) 3251-0669
FAX: (11) 3253-1866
www.cebrasse.org.br

 

   22/02/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   19/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   13/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   07/02/17 JUSTIÇA DO TRABALHO [ Boletim Jurídico ]
   06/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   30/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   26/01/17 A SITUAÇÃO DA MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM NA AREA TRABALHISTA [ Boletim Jurídico ]
   24/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   23/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   20/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   17/01/17 PRAZOS PARA AJUIZAMENTO DE RECLAMAÇÕES, ATÉ AS RETROATIVAS, E PRESCRIÇÃO NA JUSTIÇA DO TRABALHO [ Boletim Jurídico ]
   16/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   11/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   07/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   05/01/17 Governo enfrentará resistências para alterar as leis do trabalho temporário [ DCI ]

VER MATÉRIAS ANTERIORES


  CEBRASSE © 2019 CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS
Av. Paulista, 726 - 7ºAndar Cj. 710 - - São Paulo - SP - (11) 3251.0669 / 3253.1864 - FAX: 3253.1864
Neorion Internet