Empresários reúnem-se com líder do governo na Câmara Federal | Cebrasse News | Noticias Cebrasse e Associados | Cebrasse



Noticias Cebrasse e Associados

  

Cebrasse News
Cebrasse News
         
 

22/03/2010
Empresários reúnem-se com
líder do PT na Câmara Federal

 
 
 
 

 

O deputado Cândido Vacarezza (PT/SP), líder do governo na Câmara Federal, esteve na sede da CEBRASSE na última sexta-feira (19/03), quando empresários prestadores de serviços expuseram suas preocupações com a falta de regulamentação da terceirização. Numa discussão informal, abordaram especialmente a tramitação do projeto de lei 4.302, que tem o deputado Sandro Mabel (PR/GO) como relator e conta com apoio da classe patronal.

Paulo Lofreta explicou que há anos a central empenha-se na criação de estruturas que fortaleçam o setor nas articulações com o governo, e o quanto os empresários ressentem-se de legislações que prejudicam o empreendedorismo. Disse que compreende e respeita o papel do governo na proteção da classe trabalhadora, mas reivindicou do governo um tratamento mais justo para os empregadores. “Ao se criar um marco regulatório para a terceirização, é preciso estabelecer regras que atendam ao trabalhador, ao empresário e ao governo”, salientou.

Já o presidente do SEAC paulista, Aldo de Avila, afirmou que as leis, em geral, têm se voltado às necessidades da indústria e o comércio, “deixando o setor de serviços sempre a reboque”. Ele criticou a intensa movimentação das centrais de trabalhadores na questão da regulamentação, que se distancia do aspecto ideológico e resvala para interesses focados na arrecadação sindical – cujos recursos chegam a altíssima monta.

Vander Morales, do SINDEPRESTEM, lembrou ao deputado que a terceirização expande-se nos mercados de diversos países, alavancando a economia globalizada. Já no Brasil, injustamente e na contramão desse processo, a modalidade é acusada de promover a precarização do trabalho. “Trabalho terceirizado é trabalho para mais de 7 milhões de pessoas. É preciso defender empresários sérios que investem nesse setor dentro da legalidade”, destacou. No mesmo contexto, o advogado João Batista Diniz, do SESVESP, destacou que a terceirização é um sinal de modernidade na gestão das empresas, tirando o trabalhador da informalidade e oferecendo-lhe emprego formal com todos os benefícios trabalhistas.

Também para Percival Maricato, diretor jurídico da Central de Empresários, o estabelecimento de um marco regulatório para a modalidade trará segurança jurídica às empresas e benefícios ao trabalhador. Lembrou ao deputado outros itens importantes, como a reforma tributária e a desoneração da folha de pagamento das empresas.

Cândido Vacarezza declarou conhecer a importância da terceirização e reconheceu a necessidade de se abordar a discussão do tema numa pauta legislativa que considere os interesses de todos. Aconselhando os empresários a buscar ajuda de outros parlamentares nessa discussão com o governo, lembrou a origem sindicalista do presidente Lula, “sensível à observação de todo os lados envolvidos”. Como líder do governo, disse que pode ser um interlocutor do setor na Câmara Federal. Declarou também que pretende promover reformas na CLT, “que tem coisas boas e também coisas obsoletas, que precisam ser extintas para o País ter uma legislação trabalhista mais adequada à modernidade”.

Sobre a sucessão presidencial, o deputado afirmou que Dilma Rousseff foi escolhida por Lula e pelo Partido dos Trabalhadores porque demonstrou competência desde os primeiros dias de governo, cuidando de áreas difíceis e atingindo plenamente as melhores metas. “Se eleita, acredito que ela irá priorizar os setores de educação e infraestrutura”, finalizou Vacarezza.

Participaram do encontro Daniel Manzano, presidente da FEADUANEIROS; Antonio Marangon, vice presidente institucional da FENACON; Maristela Moreira, assessora jurídica da FECOMÉRCIO-SP e do SINDICOMIS; e Reiner Leite, assessor da CNC para assuntos legislativos. Também da diretoria da CEBRASSE, os empresários Fernando Calvet, Rui Monteiro, João Batista Diniz, e Ermínio Lima.

 

 


 


Maristela (Fecomério), Reiner (CNC) e Ermínio (Sindeprestem)

 

 


Lofreta e Mansano

 


Antonio Marangon

 
     

CEBRASSE
Central Brasileira do Setor de Serviços

PABX: (11) 3251-0669
FAX: (11) 3253-1864
www.cebrasse.org.br

 

 

   22/02/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   19/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   13/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   07/02/17 JUSTIÇA DO TRABALHO [ Boletim Jurídico ]
   06/02/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   30/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   26/01/17 A SITUAÇÃO DA MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM NA AREA TRABALHISTA [ Boletim Jurídico ]
   24/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   23/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   20/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   17/01/17 PRAZOS PARA AJUIZAMENTO DE RECLAMAÇÕES, ATÉ AS RETROATIVAS, E PRESCRIÇÃO NA JUSTIÇA DO TRABALHO [ Boletim Jurídico ]
   16/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   11/01/17 Boletim Jurídico [ Boletim Jurídico ]
   07/01/17 CebrasseNews - Notícias da Central Empresarial e Associados [ Cebrasse News ]
   05/01/17 Governo enfrentará resistências para alterar as leis do trabalho temporário [ DCI ]

VER MATÉRIAS ANTERIORES


  CEBRASSE © 2019 CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS
Av. Paulista, 726 - 7ºAndar Cj. 710 - - São Paulo - SP - (11) 3251.0669 / 3253.1864 - FAX: 3253.1864
Neorion Internet