São Paulo, 17 de Junho de 2008 - Cebrasse News
ENTIDADES FILIADAS CEBRASSE

ABBTUR-MG
ABEMPI
ABERC
ABF
ABES
ABLA
ABMS
ABO NACIONAL
ABPI-TV
ABRALIMP
ABRASEL
ABRAT
ABRELPE
ABREVIS
ABTA
ABTV
ACONBRAS
ADORC
ADVB
AHESP
ANCLIVEPA
ANFAC
APIMEC
APRAG
CRA SP
CRC SP
FAEASP
FEBRAC
FCDL
FEHOESP
FENACON
FENAVIST
FEPRAG
IBEF
SEAC-ABC
SEAC-DF
SEAC-ES
SEAC-MG
SEAC-MS
SEAC-PA
SEAC-PR
SEAC-RJ
SEAC-SC
SEAC-SP
SELUR
SESCON/SP
SESVESP
SETA
SIMPRES
SINAENCO
SINDCONT-SP
SINDEPRESTEM
SINDERC-SP
SINDESP-BA
SINDESP-DF
SINDESP-ES
SINDHOSP
SINDIMOTOR
SINDITELEBRASIL
SINEATA
SINSERHT-MG

APOIADORES CEBRASSE

ADLIM
AMBC
ARAÚJO ABREU
ESCOLTA
GALES SERVIÇOS
GUIMA CONSECO
MARICATO ADV
NAC
PLANINVESTI
POLICRED
QUALITY AMJ
STA
UPS BENEFÍCIOS



UM BREVE HISTÓRICO SOBRE A CEBRASSE


Nos anos 70, em plena ditadura militar; operários brasileiros iniciaram um movimento de reivindicações nas indústrias, bancos, e em todos os setores da economia. Milhares de trabalhadores pleiteavam aumentos salariais, direito de greve e outras bandeiras trabalhistas. Mas no fundo o que o movimento sindical buscava era algo muito mais amplo: criar uma representatividade política capaz de unir os mais importantes segmentos operários e, com isso, estabelecer um poder político legítimo e forte que pudesse de forma efetiva defender os seus interesses, tanto junto ao estado totalitário de então quanto perante os empresários. Assim nasceram as primeiras CENTRAIS SINDICAIS DOS TRABALHADORES.

O resultado desse movimento que no início não foi levado a sério por muitos, em particular pelo Estado, hoje está à vista de todos, ocupando o principal gabinete do Palácio do Planalto.

Mas nessas três décadas, enquanto o movimento sindical avançou a ponto do seu ilustre representante chegar à Presidência da República, a classe empreendedora, permanece ainda sem uma representação política capaz de fazer frente às ações devastadoras do Estado. Ano a ano o Estado aumenta a impiedosa cota de sacrifícios imposta ao setor produtivo, que é o responsável pelo maior instrumento de justiça social: O EMPREGO.

A CENTRAL BRASILEIRA DO SETOR DE SERVIÇOS - CEBRASSE surge para ser a representação política forte que os empreendedores brasileiros tanto buscavam. A instituição é a PRIMEIRA CENTRAL SINDICAL DOS EMPREENDEDORES brasileiros, criada para defender e representar institucionalmente os interesses de mais de 80 entidades empresariais do Setor de Serviços em todo o território nacional, entre federações, sindicatos, associações, institutos e conselhos de classes. Essas entidades juntas abrigam cerca de 100 mil empresas e geram mais de 8 (oito) milhões de empregos formais no Brasil.

A CEBRASSE é o resultado de uma união de lideranças empreendedoras que, com coragem e determinação, decidiram levantar a voz para externar o grito preso na garganta de milhares de empreendedores. Aqueles que querem trabalhar para produzir e que, ao invés de apoio, encontram governos que deliberadamente trabalham contra os que cumprem a função social de gerar empregos.

Com a CEBRASSE os empreendedores brasileiros se mobilizam em debates, assembléias, se preparando para marchas e outras formas de enfrentamento que se fizerem necessárias, decididos a mostrar a força de quem produzem emprego e renda. Uma união necessária na busca do equilíbrio entre o Poder Público e a sociedade Organizada como um todo, fundamentada no princípio que rege a condução dos processos decisórios no âmbito político.


CEBRASSE NEWS

CEBRASSE - Central Brasileira do Setor de Serviços

NOVOS TELEFONES

PABX: (11) 3251 0669
FAX: 3253 1864


www.cebrasse.org.br